Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.ufrr.br:8080/jspui/handle/prefix/562
Tipo: Dissertação
Title: Mecanismos de controle da murcha-de-esclerócio e promoção de crescimento em tomateiro mediados por rizobatérias
Other Titles: Control mechanisms of southern blight and growth promotion on tomato mediated by rhizobacteria
Autor(es): Pelzer, Gabriela Queiroz
Primeiro Orientador: Vieira, Bernardo de Almeida Halfeld
metadata.dc.contributor.advisor-co1: Nechet, Kátia de Lima
Resumo: Este trabalho teve por objetivo elucidar quais mecanismos de antagonismo são responsáveis pelo biocontrole da murcha-de-esclerócio e que fatores estão envolvidos na promoção de crescimento em tomateiro por meio de rizobactérias. Os testes foram realizados in vivo e in vitro, em que se verificaram: a capacidade de produção de enzimas líticas, antibiose por meio de compostos voláteis e difusíveis, colonização de raízes, produção de sideróforos, metabolismo de carbono, produção de ácido indol acético, fixação biológica de nitrogênio, solubilização de fosfato de cálcio e promoção de crescimento do tomateiro em condições de casa-de- vegetação. Os resultados demonstram que a competição por ferro e antibiose são mecanismos que explicam a capacidade de biocontrole da murcha-de-esclerócio exercido por rizobactérias, assim como a produção de auxinas e a fixação biológica de nitrogênio a promoção do crescimento. Também são demonstradas limitações do controle biológico, pela capacidade de competição depender do isolado de Sclerotium rolfsii e, da antibiose, da composição nutricional do meio de crescimento.
Abstract: This research was aiming to elucidate the antagonism mechanisms responsible for the biocontrol of southern blight and the elements involved in growth promotion in tomato by rhizobacteria. The experimental assays were performed in vivo and in vitro, and the following characteristics evaluated: production of lytic enzymes, antibiosis by volatiles and diffusible compounds, root colonization, siderophores production, carbon sources metabolism, indole acetic acid production, nitrogen fixation, calcium phosphate solubilization and tomato growth promotion in greenhouse conditions. The results indicate that iron competition and antibiosis are mechanisms that explain the biocontrol capability of southern blight by rhizobacteria just as auxin production and biological nitrogen fixation in growth promotion. Limitations in biological control are demonstrated because the competition capability is strain-specific for Sclerotium rolfsii as well antibiosis for nutritional composition of growth media.
Keywords: Sclerotium rolfsii
Antibiose
Sideróforos
Controle biológico
Solanum lycopersicum
Auxinas
Fixação biológica de nitrogênio
Antibiosis
Siderophores
Biological control
Auxins
Biological nitrogen fixation
CNPq: CNPQ::CIENCIAS AGRARIAS::AGRONOMIA
Idioma: por
País: Brasil
Publisher: Universidade Federal de Roraima
Sigla da Instituição: UFRR
metadata.dc.publisher.department: PRPPG - Pró-reitoria de Pesquisa e Pós-Graduação
metadata.dc.publisher.program: POSAGRO - Programa de Pós-Graduação em Agronomia
Citation: PELZER, Gabriela Queiroz. Mecanismos de controle da murcha-de-esclerócio e promoção de crescimento em tomateiro mediados por rizobactérias. 2010. 76f. Dissertação (Mestrado em Agronomia) - Programa de Pós-Graduação em Agronomia, Universidade Federal de Roraima, Boa Vista, 2010.
Tipo de Acesso: Acesso Aberto
Attribution-NonCommercial-ShareAlike 3.0 Brazil
metadata.dc.rights.uri: http://creativecommons.org/licenses/by-nc-sa/3.0/br/
URI: http://repositorio.ufrr.br:8080/jspui/handle/prefix/562
Issue Date: 2010
Appears in Collections:POSAGRO - Programa de Pós-Graduação em Agronomia



This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons