Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.ufrr.br:8080/jspui/handle/prefix/472
Tipo: Dissertação
Title: Florística e perfil de ácidos graxos em sementes de Cuphea (Lythraceae) em ambientes de Roraima
Other Titles: Floristic and profile of fatty acids in Cuphea (Lythraceae) seeds in Roraima environments
Autor(es): Cardoso, Mayara Nunes
Primeiro Orientador: Rodrigues, Rodrigo Schütz
Resumo: O estudo teve a finalidade de realizar o levantamento florístico das espécies de Cuphea de Roraima e caracterizar os ácidos graxos de sementes das espécies nativas. Para o levantamento florístico foram analisadas exsicatas depositadas em herbários nacionais (UFRR, MIRR, INPA e IAN), além de materiais coletados em algumas regiões entre 2015 e 2016. Para as determinações foram utilizadas chaves de identificação, descrições, ilustrações, trabalhos taxonômicos, florísticos e revisões do gênero. Para as análises de composição de ácidos graxos foram coletadas um pool de sementes das espécies nativas provenientes de regiões diferentes. A extração do óleo das sementes foi baseada no método Bligh e Dyer (1959) e a derivatização do óleo no método Joseph e Ackman (1992). Após a derivatização foi realizada a Cromatografia Gasosa equipada com Detector de Ionização em Chama (CG-DIC). Os dados das amostras foram comparados com os padrões de EMAG da Supelco. Em Roraima foram encontradas quatro espécies: C. antisyphilitica Kunth, C. melvilla Lindl., C. micrantha Kunth, e C. hyssopifolia Kunth, sendo estas duas últimas novas ocorrências para o Estado. Os ambientes antropizados e savanas próximo a buritizais foram os habitats preferenciais das espécies. Três espécies, C. micrantha, C. antisyphilitica, C. melvilla foram analisadas por CG-DIC para determinar o perfil de ácidos graxos de suas sementes. Em conjunto, as espécies apresentaram 18 ácidos graxos com cadeias entre 8 e 20 carbonos. O ácido graxo, predominante, em todas as espécies foi o ácido láurico (C12:0), seguido de ácido mirístico (C14:0) e palmítico (16:0). O perfil de ácidos graxos das espécies analisadas segue o padrão de outras espécies do gênero, com cerca de 50% de ácido láurico. Este percentual é promissor, pois é maior do que o encontrado em espécies já utilizadas pela indústria brasileira para obter o mesmo produto, como os óleos de coco (Cocos nucífera L.), palma (Elaeis guineensis Jacq.) e babaçu (Orbignya phalerata Mart.).
Abstract: Thus this study aimed to carry out the floristic survey of species of Cuphea in Roraima and characterize the seed fatty acids of native species. For the floristic survey were analyzed herbarium specimens deposited in national herbarium (UFRR, MIRR, INPA and IAN), and materials collected in some regions between 2015 and 2016. For the determinations were used identification keys, descriptions, illustrations, taxonomical, floristic and revisions of the genus. For the analysis of fatty acid composition were collected a seed pool of native species from different regions. The extraction of oil from seeds was based on the Bligh and Dyer method (1959) and derivatization of the oil in the method of Joseph and Ackman (1992). After derivatization was performed the Gas Chromatography equipped with Flame Ionization Detector (GC-FID). The data of the samples were compared to standards of FAME from Supelco. In Roraima were found four species: C. antisyphilitica Kunth, C. melvilla Lindl, C. micrantha Kunth, and C. hyssopifolia Kunth, the latter being new records for the state. The anthropogenic environments and near of buritizais and savannas were the preferred habitats of species. Three species, C. micrantha, C. antisyphilitica, C. melvilla were analyzed by GC-FID to determine the fatty acid profile of their seeds. Together, the species had 18 fatty acids with chains of 8 to 20 carbons. The fatty predominant acid in all species was lauric acid (C12: 0), followed by myristic acid (C14: 0) and palmitic (16: 0). The fatty acid profile of the analyzed species follows the pattern of other species of the genus, with about 50% of lauric acid. This percentage is promising because it is higher than that found in species already used by Brazilian industry for the same product, such as coconut oil (Cocos nucifera L.), palm (Elaeis guineensis Jacq.) and babassu (Orbignya phalerata Mart.).
Keywords: Plantas herbáceas
Cuphea
Óleo de sementes
Cromatografia gasosa - com detector por ionização em chama (CG -DIC)
Ácido láurico
Herbaceous plants
Oil seeds
Lauric acid
CNPq: CNPQ::CIENCIAS BIOLOGICAS
Idioma: por
País: Brasil
Publisher: Universidade Federal de Roraima
Sigla da Instituição: UFRR
metadata.dc.publisher.department: PRPPG - Pró-reitoria de Pesquisa e Pós-Graduação
metadata.dc.publisher.program: PRONAT - Programa de Pós-Graduação em Recursos Naturais
Citation: CARDOSO, Mayara Nunes. Florística e perfil de ácidos graxos em sementes de Cuphea (Lythraceae) em ambientes de Roraima. 2016. 84f. Dissertação (Mestrado em Ciências Ambientais) - Programa de Pós-Graduação em Recursos Naturais, Universidade Federal de Roraima, Boa Vista, 2016.
Tipo de Acesso: Acesso Aberto
Attribution-NonCommercial-ShareAlike 3.0 Brazil
metadata.dc.rights.uri: http://creativecommons.org/licenses/by-nc-sa/3.0/br/
URI: http://repositorio.ufrr.br:8080/jspui/handle/prefix/472
Issue Date: 2016
Appears in Collections:PRONAT - Programa de Pós-Graduação em Recursos Naturais

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Florística e perfil de ácidos graxos em sementes de Cuphea (Lythraceae) em ambientes de RR... Cardoso.pdfDissertação8,73 MBAdobe PDFView/Open


This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons