Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.ufrr.br:8080/jspui/handle/prefix/464
Tipo: Dissertação
Title: Atividade antioxidante, caracterização química e botânica de mel amargo proveniente do município do Cantá-RR
Other Titles: Antioxidant activity, chemical and botanical characterization from bitter honey from Cantá-RR
Autor(es): Maciel, Iolete do Nascimento Araújo
Primeiro Orientador: Flach, Adriana
Resumo: No município do Cantá-RR a produção de mel amargo é atribuída pelos apicultores da região ao período de floração das plantas do gênero Vochysia. Esta pesquisa tem como objetivo investigar a existência de marcadores químicos que possam confirmar a origem botânica deste mel, bem como verificar sua composição química e atividade antioxidante. Para tanto, foram elaborados extratos de mel amargo por XAD-2, C18, líquido-líquido e mel bruto liofilizado. Para comparação da constituição foram obtidos também os extratos etanólicos das flores sem anteras e das anteras das flores (ricos em pólen). Os extratos de mel por XAD-2 e etanólicos das flores foram fracionados, sendo obtidos extratos hexânico, clorofórmico, acetato de etila e metanólico. Análises por espectrometria de massas foram realizadas com os diversos extratos e verificou-se uma grande semelhança entre os espectros. Por meio de padrões autênticos, foram identificados a crisina e o ácido cafeico nos extratos do mel amargo. Nas análises dos extratos hexânicos, por meio de cromatografia a gás acoplada à espectrometria de massas (CG-EM), foram identificados diversos n-alcanos e n-alcenos com tempos de retenção e índices de retenção idênticos no mel e nas flores. Para determinar a posição da dupla ligação realizou-se uma derivatização com dimetildissulfeto. Os n-alcenos semelhantes nos extratos do mel e das flores apresentaram insaturação na posição 1. Análises espectrofotométricas foram realizadas para quantificar os compostos fenólicos e foram obtidos 94,64 mg ácido gálico/100g de mel e os flavonoides com 86,23 g quercetina/100g de mel. O mel apresentou uma coloração branca, com base na escala de Pfund e a atividade antioxidante, um IC50 de 16,94 mg/mL, determinado por meio do método do DPPH. Este trabalho permitiu confirmar a origem botânica do mel obtida por melissopalinologia e por dados químicos, além de caracterizar quimicamente o mel através da quantificação de algumas classes de produtos naturais e sua atividade antioxidante.
Abstract: The bitter honey production in the city of Cantá-RR has been attribute by beekeepers in the region to the period of flowering plants of the genus Vochysia. This research aims to investigate the existence of chemical markers that can confirm the botanical origin of the honey, as well as verify their chemical composition and antioxidant activity. Thus, we prepared extracts of bitter honey by XAD-2, C18, liquid-liquid (dichloromethane) and lyophilized honey. For comparison of the constitution were also obtained the extracts ethanol of the flowers without anthers and of the anthers of the flowers, rich in pollen. The extracts of honey XAD-2 and ethanol flowers were fractionated, obtaining extracts with hexane, chloroform, ethyl acetate and methanol. Mass spectrometric analyzes were performed with the different extracts and there was a great similarity between the spectra. By using authentic standards, chrysin and caffeic acid were identified in the extracts of bitter honey. In hexanic extract analyzes, through gas chromatography coupled to mass spectrometry (GC-MS), several n-alkanes and n- alkenes were identified with times of retention and identical retention index in the honey and in the flowers. To determine the position of the double bond, a derivatization with dimethuldisulfide was performed. The similar n-alkenes in extracts of honey and flowers presented unsaturation at position 1. Spectrophotometric analyses were performed to quantify the phenolic compounds getting to result of 94,64 mg of gallic acid /100 g of honey and flavonoids with 86,23 g/100g honey. The honey presented a white coloration, based on the Pfund scale and antioxidant activity one IC50 of 16,94 mg / mL,determined by means of the DPPH method. This work confirmed the botanical origin of honey obtained by melissopalynology and chemical data, and also contributed to the chemical characterization of the honey through quantification of some classes of natural products and their antioxidant activity.
Keywords: Vochysaceae
Fenólicos
Flavonoides
Hidrocarbonetos
Phenolics
Flavonoids
Hydrocarbons
CNPq: CNPQ::CIENCIAS BIOLOGICAS
Idioma: por
País: Brasil
Publisher: Universidade Federal de Roraima
Sigla da Instituição: UFRR
metadata.dc.publisher.department: PRPPG - Pró-reitoria de Pesquisa e Pós-Graduação
metadata.dc.publisher.program: PRONAT - Programa de Pós-Graduação em Recursos Naturais
Tipo de Acesso: Acesso Aberto
Attribution-NonCommercial-ShareAlike 3.0 Brazil
metadata.dc.rights.uri: http://creativecommons.org/licenses/by-nc-sa/3.0/br/
URI: http://repositorio.ufrr.br:8080/jspui/handle/prefix/464
Issue Date: 2013
Appears in Collections:PRONAT - Programa de Pós-Graduação em Recursos Naturais



This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons