Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.ufrr.br:8080/jspui/handle/prefix/211
Tipo: Dissertação
Title: Estoque de carbono de palmeiras arborecentes em diferentes tipos de florestas do ecótono ecótono norte da Amazônia Brasileira: efeitos das condicionantes ambientais
Autor(es): Oliveira, Andressa Sampaio
Primeiro Orientador: Barbosa, Reinaldo Imbrozio
Resumo: As palmeiras (Arecaceae) integram uma das famílias botânicas mais importantes da Amazônia com ampla distribuição, abundância e grande potencial para remoção de dióxido de carbono (CO2) da atmosfera. Entretanto, pouco se sabe sobre sua real contribuição, pois geralmente esse grupo é excluído das estimativas ou considerado como árvores. Este estudo tem por objetivo determinar o estoque de carbono das palmeiras arborescentes que ocorrem sob diferentes condicionantes ambientais em florestas do ecótono norte da Amazônia Brasileira, tomando como base uma zona de contato savana-floresta do estado de Roraima. Para tanto, foi realizado um inventário florestal em 129 parcelas de 10mx50m (6,45ha). Foram quantificados o número de indivíduos de palmeiras associados à sua respectiva espécie e mensurados seu DAP (diâmetro à altura do peito), altura total e do estipe. Foram analisadas as condicionantes ambientais: fatores edáficos (textura - porcentagem de areia; e fertilidade - soma de bases, capacidade de troca catiônica e concentração de Fe+2), tipo de drenagem e a abertura do dossel. Abundância, área basal e biomassa foram considerados como descritores ecológicos e reduzidos individualmente por meio de uma análise multivariada (PCA - Principal Component Analysis). Foi utilizada ANOVA (Análise de Variância) para verificar a existência de diferenças significativas entre os dados dos parâmetros estruturais de cada espécie e dos três tipos florestais considerados (floresta ombrófila, estacional semidecidual e estacional decidual), ocorrendo diferença foi adotado o teste de Tukey. Realizou-se uma ordenação direta manual tomando como base as condicionantes ambientais e a abundância de indivíduos. O estoque de carbono foi calculado a partir de modelos derivados da literatura científica para a família, gênero e próprio para árvores. Foram observados 213 indivíduos de palmeiras arborescentes, pertencentes 5 espécies (Astrocaryum aculeatum, Euterpe precatoria, Mauritia flexuosa, Attalea maripa e Oenocarpus bacaba). DAP e altura do estipe diferiram significativamente entre as espécies, mas não foram detectadas diferenças para a altura total. Por outro lado, DAP, altura total e do estipe diferiram entre os tipos florestais. Apesar desse resultado, biomassa, área basal e densidade de grandes palmeiras não foram explicadas pelas variáveis ambientais analisadas. Por outro lado, o estoque de carbono foi distinto entre os três tipos florestais, sendo maior na floresta ombrófila (7,00 Mg ha-1). As espécies diferiram entre si, sendo A. maripa a de maior biomassa e estoque de carbono (8,24 Mg ha-1; 4,12 Mg C ha-1) e E. precatoria a de menor (0,11 Mg ha-1; 0,055 Mg C ha-1). A estimativa do estoque de carbono foi distinta entre o modelo para palmeiras e o adotado de forma geral para árvores dicotiledôneas. O estudo concluiu que densidade de indivíduos e composição de espécies possuem padrões distintos entre os tipos florestais analisados, e que esses padrões remetem indiretamente a diferentes estoques de carbono por unidade de área. Contudo, os estoques de carbono não são explicados individualmente pelas variáveis testadas, sugerindo que outras condicionantes ambientais deveriam ser consideradas como delimitadoras dos estoques de carbono das grandes palmeiras entre os diferentes tipos florestais do ecótono estudado.
Abstract: The palms (Arecaceae) comprise one of the most important botanical families in the Amazon, with a wide distribution, abundance and large potential for the carbon dioxide removal (CO2) from the atmosphere. However, few is known about their real contribution because it is generally excluded from the estimates or considered as trees in the calculations. This study has as objective determinate the carbon stock in large palms that exist under different environmental constraints in the Brazilian Amazon’s northern ecotone forests, pinpointed at a savanna-forest contact zone of Roraima State. Therefore, a forest inventory was conducted in 129 plots of 10mx50m (6.45ha). Palm individuals were quantified associated with their respective species and measured their DBH (Diameter at Breast Height), total and stipe heights. Environment constraints were analyzed: edaphic factors (texture – sand percentage; and fertility – bases sum, cation exchange capacity and Fe+2 concentration), drainage type and canopy opening. Abundance, basal area and biomass were considered ecological descriptors and reduced individually by a multivariate analysis (PCA - Principal Component Analysis). ANOVA (Analysis of Variance) was performed to verify the existence of significant differences between structural parameters data of which species and the three types of forests considered (ombrophilous, semideciduous seasonal and deciduous seasonal forests), should differences occur, Tukey test was performed. A generic ordaining analysis based on environment constraints and abundance of individuals. The carbon stock was calculated from models derived from scientific literature to family, genus and specific for trees. Two-hundred thirteen individuals of large palms were observed, belonging to five species (Astrocaryum aculeatum, Euterpe precatoria, Mauritia flexuosa, Attalea maripa e Oenocarpus bacaba). DBH and stipe height differed significantly among species, however no differences were detected to total height. On the other hand, DBH, total and stipe heights differed among the forest types. Despite this result, biomass, basal area and density of the large palms were not explained by analyzed environmental variables. Otherwise, the carbon stock was distinct among forest types, being higher in the ombrophilous forest (7.00 Mg ha-1). The species differed from each other, being A. maripa the one with higher biomass and carbon stock (8.24 Mg ha-1; 4.12 Mg C ha-1) and E. precatoria the one with lowest (0,11 Mg ha-1; 0.055 Mg C ha-1). The carbon stock estimate was different between the model for palm and that one adopted for dicotyledonous trees. The study has concluded that density of individuals and species composition have distinct patterns among the analyzed forest types, and that these patterns refer indirectly to different carbon stocks by area unit. Nevertheless, the carbon stocks are not individually explained by tested variables, suggesting that other environmental determinants should be considered as limiting factors for the large palms carbon stocks among the different forest types of the studied ecotone.
Keywords: Arecaceae
Biomassa
Ilha de Maracá
Roraima
CNPq: CNPQ::CIENCIAS BIOLOGICAS::BIOLOGIA GERAL
Idioma: por
País: Brasil
Publisher: Universidade Federal de Roraima
Sigla da Instituição: UFRR
metadata.dc.publisher.department: PRONAT - Programa de Pós-Graduação em Recursos Naturais
metadata.dc.publisher.program: PRONAT - Programa de Pós-Graduação em Recursos Naturais
Tipo de Acesso: Acesso Aberto
Attribution-NonCommercial-ShareAlike 3.0 Brazil
metadata.dc.rights.uri: http://creativecommons.org/licenses/by-nc-sa/3.0/br/
URI: http://repositorio.ufrr.br:8080/jspui/handle/prefix/211
Issue Date: 2018
Appears in Collections:PRONAT - Programa de Pós-Graduação em Recursos Naturais



This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons