Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.ufrr.br:8080/jspui/handle/prefix/202
Tipo: Dissertação
Title: Influência do gesso agrícola no desenvolvimento da soja CV. BRS Tracajá
Autor(es): Silva, Marcelo Ribeiro da
Primeiro Orientador: Uchôa, Sandra Cátia Pereira
Resumo: A aplicação de gesso agrícola em superfície pode aumentar a saturação por bases na subsuperfície e reduzir o efeito tóxico do Al3+ e diminuir a sua influência no crescimento das raízes nas camadas do solo, possibilitando melhorias nos componentes vegetativos da soja e elevando a produtividade. Nesse contexto, objetivou-se avaliar a influência de doses de gesso agrícola no desenvolvimento da soja cv. BRS Tracajá em casa de vegetação. O delineamento experimental adotado foi inteiramente casualizado, com seis repetições, sendo três repetições coletadas aos 45 dias após o plantio (DAP) para as variáveis dos componentes vegetativos da parte aérea e componentes da matéria seca, sendo as demais aos 110 DAP para as variáveis dos componentes de produtividade. Os tratamentos consistiram das doses de gesso agrícola: 0, 3, 6, 9, 12 Mg ha-1 aleatorizados na parcela. Para as variáveis dos componentes da raiz, seguiu-se o esquema de parcelas subdivididas no mesmo modelo experimental da parte aérea e tratamentos, sendo que as comparações das doses de gesso se deram dentro das camadas 0-0,20; 0,20-0,40 e 0,40-0,60 m, com três repetições. A unidade experimental consistiu de um vaso de PVC de 150 mm de diâmetro e 600 mm de altura com uma planta. Houve influência do gesso agrícola nos componentes vegetativos da parte aérea da soja, no número de folhas, diâmetro do caule, clorofila a e clorofila total, com exceção da altura da parte aérea, clorofila b, condutância estomática de CO2 e temperatura foliar. As doses crescentes de gesso agrícola influenciaram positivamente os componentes da matéria fresca e seca da parte aérea e raiz. Os componentes da raiz apresentaram resposta positiva em função das doses crescentes de gesso nas camadas de 0-0,20 e 0,20-0,40 m, exceto na camada de 0,40-0,60 m. Para os componentes da raiz em função das camadas também ocorreu resposta positiva dentro das doses de gesso, exceto o comprimento radicular na camada de 0,40-0,60 m nas doses 6 a 12 Mg ha-1. Os componentes de produtividade apresentaram a máxima eficiência técnica na dose de gesso agrícola 6 Mg ha-1, com exceção da massa de 100 grãos na dose 12 Mg ha-1.
Abstract: The application of surface agricultural gypsum can increase the base saturation in the subsoil and reduce the effect toxic effect of Al3+ and decrease its influence on root growth in the soil layers, allowing improvements in the vegetative components of soybean yield. In this context, the objective was to evaluate the influence of doses of gypsum in the development of soybean cv. BRS Tracajá in a greenhouse. The experimental design was completely randomized, with six replicates, three replicates collected at 45 days after planting (DAP) for the vegetative components of the aerial part and components of the dry matter, being the other 110 DAP for the variables productivity components. Treatments consisted of agricultural gypsum doses: 0, 3, 6, 9, 12 Mg ha-1 were randomized in plot. For the variables of the root components, the plot of subdivided plots in the same experimental model of aerial part and treatments were followed, and the comparisons of the doses of gypsum were given within layers 0-0,20; 0,20-0,40 and 0,40-0,60 m, with three replicates. The experimental unit consisted of a PVC vessel 150 mm in diameter and 600 mm high with a plant. There was influence of the gypsum in the vegetative components of the aerial part of the soybean, in the number of leaves, stem diameter, chlorophyll a and total chlorophyll, except for shoot height, chlorophyll b, stomatal CO2 conductance and foliar temperature. Increasing doses of gypsum influenced positively the components of the fresh and dry matter of the shoot and root. The root components presented a positive response as a function of the increasing doses of gypsum in the layers 0-0.20 and 0.20-0.40 m, except in the layer of 0.40-0.60 m. For the root components as a function of the layers, a positive response was also observed within the gypsum doses, except the root length in the layer of 0.40-0.60 m at doses 6 to 12 Mg ha-1. The productivity components presented the maximum technical efficiency in the dose of agricultural gypsum 6 Mg ha-1, with the exception of the mass of 100 grains in the dose 12 Mg ha-1.
Keywords: Correção do solo
Fertilidade do solo
Glycine max
Sistema radicular
Rendimento de grãos
CNPq: CNPQ::CIENCIAS AGRARIAS::AGRONOMIA
Idioma: por
País: Brasil
Publisher: Universidade Federal de Roraima
Sigla da Instituição: UFRR
metadata.dc.publisher.department: POSAGRO - Programa de Pós-Graduação em Agronomia
metadata.dc.publisher.program: POSAGRO - Programa de Pós-Graduação em Agronomia
Tipo de Acesso: Acesso Aberto
Attribution-NonCommercial-ShareAlike 3.0 Brazil
metadata.dc.rights.uri: http://creativecommons.org/licenses/by-nc-sa/3.0/br/
URI: http://repositorio.ufrr.br:8080/jspui/handle/prefix/202
Issue Date: 2018
Appears in Collections:POSAGRO - Programa de Pós-Graduação em Agronomia

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Influência do gesso agrícola no desenvolvimento da soja CV. BRS Tracajá.PDF1,11 MBAdobe PDFView/Open


This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons